Saean - Serviço de Água e Esgoto de Artur Nogueira

Notícias Saean

Saean explica importância do desassoreamento da Barragem Mateus Mariano e consequências

26/10/2022 - Obra é de responsabilidade do Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE)

OComo anunciado pelo Serviço de Água e Esgoto de Artur Nogueira (Saean), as obras do desassoreamento da Barragem Mateus Mariano iniciaram neste mês de outubro. A autarquia destaca que o investimento aumentará ainda mais a capacidade de armazenamento do local. No entanto, alerta para os reflexos das intervenções.

Segundo a presidente do Saean Gabriela Montoya, o desassoreamento é de responsabilidade do Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE). “Primeiramente, foi feita a reforma do talude e a represa não corre mais o risco de rompimento. Estamos seguros. Agora, começou a segunda fase: o desassoreamento”, conta a superintendente.

“Pedimos para o DAEE adiar o desassoreamento o máximo possível devido ao período de estiagem, para que não faltasse água aos moradores. E assim foi feito. Mas, agora que voltou a chover, não podemos mais fazer essa solicitação”, argumenta Gabriela.

A nova obra garante o aumento da capacidade da represa, fazendo com que a mesma acumule mais água para ser tratada e distribuída a toda a população.

CONSEQUÊNCIAS

Saean explica que, com o início das obras de desassoreamento, houve mudança na qualidade do recurso hídrico que chega na Estação de Tratamento de Água (ETA). “Como eles mexem no fundo da represa para realizar a retirada de terra, o material orgânico e o barro também se movimentam e acabam subindo para a superfície da represa”, detalha a presidente da autarquia.

Sendo assim, o Serviço de Água frisa que a coloração adquirida não é sujeira nem contaminação, mas sim uma mudança ocasionada pela obra. “Queremos deixar os moradores cientes de que a água que vai para a casa deles só sai da ETA dentro do padrão de qualidade exigido por órgãos fiscalizadores. E que, por isso, não há risco no consumo”, pontua.

Por fim, Gabriela Montoya afirma: “a água pode sair com uma coloração e cheio diferente, mas jamais sairá sem o grau de potabilidade estabelecido. Garanto que ela vai estar na qualidade que precisa para o consumo humano”.